Olhar diferente

voltar ao Blog
Olhar diferente

É extremamente comum que as pessoas continuem carregando por anos a fio as dificuldades, amarguras, traumas ou sofrimentos do seu passado.

Isto equivale a tentar caminhar pela vida arrastando pesadas correntes.

Todas as vidas trazem consigo a necessidade do enfrentamento a desafios e algumas, é verdade, muito mais que outras, têm estes desafios acrescidos ou sobrecarregados por tragédias, violência, abandono, perdas irreparáveis.

Não estou sugerindo que seja fácil ou que devamos menosprezar ou desqualificar o sofrimento ou a dor de quem quer que seja, e nem mesmo gostaria de utilizar termos comparativos para qualificar ou quantificar cada dor… Sabemos que isto é impossível e que tantas vezes, não necessariamente existiram acontecimentos trágicos, mas simples eventos cotidianos também geraram profundas dores na alma de alguns seres mais sensíveis quando foram expostos a estes.

Então, olhar para trás e buscar motivos para lamentações todos temos, em maior ou menor grau ou medida, seja por dores que sofremos ou por aquelas que intencionalmente ou não, também causamos. 

Mas a verdade é que, levar constantemente a nossa atenção ao passado, só nos enfraquece e fragiliza, então, por mais difícil que isto possa parecer, o que proponho é que nos esforcemos para deixar de olhar tanto para o passado para podermos ver melhor o momento presente, este em que temos o poder de provocar mudanças: Mudança de visão, mudança de atitude, mudança de intenção, mudança de padrões de comportamento, mudança de curso para toda uma vida. 

Acredito que a maneira como temos lidado com as dificuldades e questões da vida, não ajuda em nada na “superação” dos eventos passados, devido ao peso e atenção que lhes damos, o que só os amplia, energiza, e a nós, retraumatiza.

O que acontece quando você se lamenta, reconta pela milésima vez aquela história dramática, quando você tem pena de si mesmo por algo que aconteceu há décadas quando você maltrata a si ou a outrem, se culpando ou cobrando de alguém por aquelas atitudes que vocês tiveram quando havia imaturidade ou ignorância demais para ter sido feito de modo diferente? 

Parece que quando já houve dor, raiva, ressentimentos ou culpa demais, ajuda parar de  olhar APENAS para isto e INCLUIR uma nova forma de enxergar, de sentir e de experimentar esta mesma vida. Sem negá-la ou sem fingir que não aconteceu tudo o que aconteceu e do jeito que aconteceu…. Ajuda ter gratidão por todos os acontecimentos positivos e alegres, estes que nos nutriram, alimentaram e ajudaram para que pudéssemos ter crescido e sobrevivido apesar dos tempos difíceis. 

Que tal entender que houve um milhão de momentos bons, onde houve bem estar, esperança, amor, cuidado, boas idéias e aprendizagens fantásticas!

Você pode, se quiser, continuar alimentando esta parte sua que quer se apegar ao passado, enquanto uma outra parte que seguir vivendo e ter uma vida diferente. A minha sugestão é para que considere a possibilidade de ser mais leve, mais livre, mais atento aos recursos quando estiver diante de problemas. 

Tão bom se você puder dizer: Agora posso dar a minha criança interior todo o amor e o cuidado que ela não pôde ter lá no passado!… Sente como este passado fica distante?…

Bem mais fácil se você consegue parar de “exigir que a Vida tivesse sido diferente”!  Vê o absurdo que esta sentença implica? Você pode gastar literalmente toda a sua energia para brigar com o que foi, e não há absolutamente nada que você possa fazer para mudar isto, é o passado.

Mas para mudar o presente e o futuro, há milhares de coisas novas para serem feitas, milhares de novas idéias, sentimentos talvez até então desconhecidos.

Faça, queira, mude, se entregue ao novo, o passado só pode te levar até aqui e se agarrar a ele pode lhe fazer permanecer por muito tempo no mesmo lugar.

O desafio da mudança te assusta? Ótimo! Vá assim mesmo…. No seu tempo, no seu rítmo, mesmo tropeçando e tendo alguns retrocessos de vez em quando, mas sempre em frente, lembrando de celebrar cada pequena vitória, cada novo movimento, isto dá muita força e energia! 

Que você possa ir além da  Vida que  foi determinada pelos acontecimentos passados e iniciar a partir de AGORA a Vida mais Feliz que quer eleger, construir e criar… 

Marise Sampaio Dias :: 28/10/2013

newsletter

Digite seu e-mail para receber nossas atualizações